Editorial

MAIO, MADURO MAIO!...

Image

Ah!... como devia estar contente!...

Sim, contente… antes de mais, pela Vida que continua forte a pulsar em mim!

E contente por fazer acontecer mais um Ciclo dedicado às Mulheres, às Palhaças. Já são 11 anos consecutivos destes encontros virtuosos marcados pela ousadia do Feminino.

Olho à volta e descubro-me, discreta, a dizer para comigo - será que tudo isto acontece no plano do real ou participamos todos num acto de magia?

Fico satisfeita com o que penso e gostava de saber dizê-lo com o entusiasmo sereno de quem está contente porque acredita no que faz.

Ainda me consigo continuar a surpreender com o som telúrico de uma boa gargalhada.

Elas, as Palhaças, estão a chegar - Companhia “Les Pieds au Mur” (França), Companhia “Doré” (França) e Palhaça Cucurruca (Argentina).

E com elas trazem um “lança-perfume” hilariante que nos leva a grandes momentos de evasão, de uma “quase-felicidade” que paira pelo universo de Maio! “Maio, maduro Maio”, canta- nos sempre Zeca Afonso.

Maio de 2018 está no ar!

Rio com gosto de estarmos todos juntos, num mundo redondo como o Circo, e onde na madrugada promissora de 26 de Abril, as duas Coreias apertaram as mãos – esperamos com convicção que não seja só simbólico, não seja só estratagema político, mas antes corresponda a uma nova época de esperança para o futuro da humanidade.

O nosso mundo é a nossa casa comum! Que todos nos entendamos, que procuremos o Bem e a Paz e assim possamos celebrar sempre a união entre os povos.

Teresa Ricou






  • Image

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS!